14º Tabelionato de Notas

NOTÍCIAS

CNJ – Ministro Fux defende audiência de custódia por videoconferência em debate internacional
03 DE MAIO DE 2021


O presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministro Luiz Fux, defendeu nesta sexta-feira (30/4) que as audiências de custódia possam ser desenvolvidas de maneira remota, por meio de videoconferência, enquanto durar a fase de calamidade pública, causada pelo alto índice de transmissão do vírus Sars Cov 2, responsável pela pandemia de Covid-19, que já vitimou 400 mil pessoas no Brasil, desde o ano passado. No dia 19 de abril, o Congresso Nacional vetou essa possibilidade.

Durante o lançamento da Rede de Altos Estudos em Audiência de Custódia, o presidente do CNJ reforçou a importância da edição da Resolução CNJ n. 357, em 2020, que regulamentou a realização das audiências de custódia por videoconferência, de forma excepcional, e criticou a decisão do Congresso Nacional ao vetar essa possibilidade. “Sabemos que o contato direto tem sido o causador da proliferação da pandemia, de sorte que nós, que estamos entrando na era da Justiça digital, estamos aperfeiçoando essas audiências (de custódia) à luz da segurança e saúde de todos os juízes, servidores, e demais atores que colaboram com esse direito, que é uma garantia fundamental de todo preso”, afirmou o ministro Fux, sobre as audiências entre presos e juízes, durante o encontro virtual.

Fux defendeu que as audiências devem ser presenciais se não houver risco para as pessoas envolvidas. “Mas, havendo risco, o CNJ regulamentou a audiência por videoconferência estabelecendo uma série de cautelas contra qualquer abuso ou constrangimento ilegal, assegurando a garantia do devido processo legal”, disse.

O ministro explicou que a decisão tomada pelos parlamentares não levou em conta todos os cuidados e requisitos tomados pelo CNJ. “O preso seria filmado e periciado antes de entrar na audiência de custódia (por videoconferência), contaria com a presença de advogado e do Ministério Público em uma sala, filmada, com uma câmera que captaria todo o ambiente”, disse.

Para o ministro, a derrubada da possibilidade das audiências de custódia por videoconferência poderá servir para que, futuramente, advogados de presos perigosos entrem com pedidos de habeas corpus com a alegação de que não houve a realização de audiência de custódia, constitucionalmente assegurada por meio de tratado internacional assinado pelo Brasil. “Estamos profundamente indignados. Precisamos fazer um debate público para resolver essa questão. É muito melhor realizar as audiências de custódia por videoconferência do que não realizá-las”, disse Fux.

Fux citou a importância do programa Fazendo Justiça, realizado pelo CNJ em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), em prol de ações que garantam o devido processo legal, o respeito à integridade física e moral dos custodiados do Estado e o combate à tortura contra os presos. “Há presos no mundo inteiro e todos merecem a tutela de seus direitos fundamentais, consagrados em todas as cartas constitucionais do mundo.”

Fonte: CNJ

Outras Notícias

Anoreg RS

Receita simplifica acesso à declaração pré-preenchida de imposto de renda
13 de maio de 2021

A Receita Federal tem buscado meios de simplificar o serviço de envio de declaração do imposto de renda, com...


Anoreg RS

RI Simplificado – STJ: procuração em causa própria
13 de maio de 2021

Atentar-se à sutileza do julgado que entende que a procuração em causa própria não é título translativo de...


Anoreg RS

IRPF 2021: Mais de 19 milhões de declarações já foram entregues à Receita Federal
13 de maio de 2021

O sistema de recepção de declarações da Receita funciona 20 horas por dia. Fica indisponível somente na...


Anoreg RS

TJ/BA – Conselheira do CNJ Maria Thereza Uille participa do curso de regularização de registros imobiliários urbanos e rurais nesta sexta-feira (14)
13 de maio de 2021

Iniciado no dia 30 de abril, o Curso de Regularização de Registros Imobiliários Urbanos e Rurais segue com a...


Anoreg RS

Provimento CGJ-RS nº 23/2021 estabelece cronograma para prestação de contas dos meses de abril e maio pelas serventias notariais e de registro em razão do Sistema Selo
13 de maio de 2021

Clique aqui e leia a íntegra.


Anoreg RS

Presidente da Anoreg/RS participa de aula do professor Marcos Salomão
13 de maio de 2021

Formação aconteceu nesta quarta-feira (12) e tratou sobre o Sistema Torrens.


Anoreg RS

CNB/CF abre candidaturas para Universidade do Notariado Mundial da UINL
13 de maio de 2021

A União Internacional do Notariado (UINL) abre as inscrições para a Universidade do Notarial Mundial...


Anoreg RS

CNB/CF – Saiba como é fácil se tornar um emissor de Certificados Digitais e-Notariado
13 de maio de 2021

Ser uma AN é um serviço de suporte, desenvolvimento e estímulo ao uso de novas tecnologias para agregar valor e...


Anoreg RS

Jornal Contábil – Regras e documentos obrigatórios para pedir Pensão por Morte
13 de maio de 2021

Conheça os documentos que são de suma importância para que você consiga obter seu benefício com êxito na hora...


Anoreg RS

Impulsionamento tecnológico do Judiciário pode ser nova meta nacional
13 de maio de 2021

A transformação digital do Judiciário, que vem sendo implementada por meio do Programa Justiça 4.0, poderá se...