14º Tabelionato de Notas

NOTÍCIAS

Tabelas de Temporalidade: CNJ lança guia sobre gestão documental no Poder Judiciário
06 DE DEZEMBRO DE 2023


Na próxima quinta-feira (7/12), entre 14h30 e 16h30, o webinar Lançamento do Guia de Aplicação e Fluxos de Tabelas de Temporalidade servirá para a apresentação de orientações práticas, por meio de fluxogramas  gráficos, sobre regras para o manejo, a guarda e o arquivo de documentos nos tribunais e conselhos de todo o país. O webinário vai servir para mostrar a atualização nas normas de gestão da informação que definem os períodos de armazenamento e a destinação de armazenamento de processos, físicos e eletrônicos, pelo Poder Judiciário.

O guia reúne colaborações de 19 magistrados e servidores que integram o Grupo de Trabalho de Atualização das Tabelas de Temporalidade, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Durante este ano, essa equipe trabalhou para definir temas de destaque e esclarecer dúvidas a respeito da avaliação e da destinação de documentos. O trabalho será apresentado pela juíza auxiliar do CNJ Ana Lúcia Andrade de Aguiar e pela juíza federal do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) Ingrid Schroder Sliwka. A transmissão do webinar será por meio do canal do CNJ no Youtube, sem necessidade de inscrição prévia.

Gestão Documental

A tabela de temporalidade, que orienta a classificação de documentos e o período de armazenagem tem a ver com o Programa Nacional de Gestão Documental e Memória do Poder Judiciário (Proname), que trata da definição de diretrizes para a gestão de documentos arquivísticos, abrangendo desde a produção até a destinação final, seja a preservação por meio de guarda permanente, seja a eliminação depois de sua avaliação.

As rotinas e procedimentos para a gestão da informação na Justiça subsidiam a elaboração de estatísticas e de políticas para o monitoramento, o controle e a avaliação dos serviços prestados à população. Por meio da gestão da informação, é possível diagnosticar a evolução dos métodos de trabalho, no caso das boas práticas, e áreas que requerem aperfeiçoamento, por meio de intervenções, inclusive, de uma maior destinação de recursos. A Resolução CNJ nº 324/2020 institui diretrizes e normas de gestão de memória e de gestão documental no Poder Judiciário e dispõe sobre o Proname.

Texto: Luís Cláudio Cicci
Edição: Jônathas Seixas
Agência CNJ de Notícias

Macrodesafio - Aperfeiçoamento da gestão administrativa e da governança judiciária

The post Tabelas de Temporalidade: CNJ lança guia sobre gestão documental no Poder Judiciário appeared first on Portal CNJ.

Outras Notícias

Anoreg RS

Tecnologia financeira otimiza o fluxo de pagamentos em cartórios
29 de fevereiro de 2024

Tecnologia financeira otimiza o fluxo de pagamentos em cartórios


Anoreg RS

Câmara pode votar mudança em registro de imóveis e tarifa social de água e esgoto
29 de fevereiro de 2024

Câmara pode votar mudança em registro de imóveis e tarifa social de água e esgoto


Anoreg RS

G1/RS – Golpe do falso cartório: criminosos fraudam boletos para cobrança de dívidas no RS; saiba como se proteger
29 de fevereiro de 2024

G1/RS - Golpe do falso cartório: criminosos fraudam boletos para cobrança de dívidas no RS; saiba como se proteger


Anoreg RS

Como fica o registro de quem nasce em 29 de fevereiro? Entenda
29 de fevereiro de 2024

Como fica o registro de quem nasce em 29 de fevereiro? Entenda


Anoreg RS

Artigo – Exclusão do sobrenome do pai ou mãe pela marca do abandono afetivo: outra forma de tutela da pessoa humana dos filhos
29 de fevereiro de 2024

Artigo – Exclusão do sobrenome do pai ou mãe pela marca do abandono afetivo: outra forma de tutela da pessoa...


Anoreg RS

Vontade de rescindir contrato de aluguel pode ser comunicada por e-mail, decide Terceira Turma
28 de fevereiro de 2024

Vontade de rescindir contrato de aluguel pode ser comunicada por e-mail, decide Terceira Turma


Anoreg RS

Artigo – A decisão do STF sobre o regime da separação obrigatória de bens e os caminhos possíveis da reforma do CC – Por Flávio Tartuce
28 de fevereiro de 2024

Artigo – A decisão do STF sobre o regime da separação obrigatória de bens e os caminhos possíveis da reforma...


Anoreg RS

Imóvel de esposa de devedor com separação de bens não entra em penhora
28 de fevereiro de 2024

Imóvel de esposa de devedor com separação de bens não entra em penhora


Anoreg RS

STJ autoriza homem a incluir sobrenome do padrinho no próprio nome
28 de fevereiro de 2024

STJ autoriza homem a incluir sobrenome do padrinho no próprio nome


Anoreg RS

Provimento nº 15/2024 – Altera artigo da CNNR tornando obrigatório o horário ininterrupto de atendimento ao público das serventias extrajudiciais nos municípios com mais de cem mil habitantes
28 de fevereiro de 2024

Provimento nº 15/2024 - Altera artigo da CNNR tornando obrigatório o horário ininterrupto de atendimento ao...