14º Tabelionato de Notas

NOTÍCIAS

Anoreg/RS adere à campanha Sinal Vermelho de combate à violência doméstica
22 DE OUTUBRO DE 2021


Cartórios gaúchos também podem integrar a iniciativa

A Associação dos Notários e Registradores do Estado do Rio Grande do Sul (Anoreg/RS) aderiu oficialmente à campanha nacional Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica. O movimento conta com a participação dos Cartórios extrajudiciais ao lado da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no desenvolvimento de ações práticas e institucionais de combate à violência doméstica.

“A violência contra as mulheres sempre existiu, porém, nesse período de 20 meses de pandemia do coronavírus, a situação se agravou e as mulheres passaram a ficar mais tempo em casa e, muitas vezes, com seus próprios agressores”, explica o presidente da Associação dos Notários e Registradores do Estado do Rio Grande do Sul (Anoreg/RS), João Pedro Lamana Paiva.

O objetivo é incentivar denúncias por meio de um símbolo: ao desenhar um “X” na mão e exibi-lo no Cartório, a vítima poderá receber auxílio e acionar as autoridades. A ação é uma resposta conjunta ao recente aumento nos registros de violência em meio à pandemia, que teve como uma de suas consequências a exposição de mulheres e crianças a uma maior vulnerabilidade dentro do próprio lar.

A participação da Anoreg/RS visa incentivar os cartórios do Estado na adesão à campanha para aumentar o número de locais onde as mulheres podem solicitar um pedido de ajuda através do sinal vermelho na palma da mão.

“Como se sabe, os Cartórios foram reconhecidos como essenciais pelo trabalho que realizam e pela capilaridade de estarem presentes nos 5.570 municípios, por isso a razão de podemos auxiliar e denunciar muitos casos, sendo uma iniciativa que é fundamental para o enfrentamento à violência contra a mulher e que teremos um maior número de locais onde essas mulheres podem solicitar um pedido de ajuda. Assim, convido todos os notários e registradores para aderirem essa grande campanha nacional “Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica”, ressalta Paiva.

Como os cartórios gaúchos podem aderir?

Os Cartórios Extrajudiciais podem aderir à campanha preenchendo o Termo de Adesão do Cartório, e em seguida enviando-o para o email imprensa@anoregbr.org.br. Ao aderir ao projeto, recebem o selo oficial da campanha para inserir em sua papelaria e os materiais visuais para redes sociais e papelaria.

Como ajudar a vítima?

Passo 1 – O “X” vermelho na palma da mão é um pedido de ajuda. Mantenha a calma e acolha a vítima.
Passo 2 – Acione o 190, da Polícia Militar, e peça ajuda. Em seguida, se possível, conduza a vítima a um espaço reservado até a chegada da polícia. Para a segurança de todos, sigilo e discrição são muito importantes.
Passo 3 – Caso a vítima não possa esperar a chegada da polícia, pegue o nome, documento de identidade, CPF, endereço e telefone, para que todas as informações sejam repassadas à PM e, com isso, ela possa agir e ajudar rapidamente essa mulher.

Confira abaixo os materiais especiais da Campanha Sinal Vermelho

Para os Cartórios que aderiram à campanha, estão sendo disponibilizados os seguintes materiais de divulgação.

Logomarca Oficial da Campanha
(https://www.dropbox.com/sh/s6msj6yhfb7symi/AABCWQBwhGbiiP–RjjJOraSa?dl=0)

Cartilha Oficial – Combate à Violência Doméstica
(https://www.dropbox.com/sh/kgjbv87fs7qf1ur/AABp0i4wI3_oOVxYqytcHqpSa?dl=0)

Vídeo Institucional da Campanha
(https://www.dropbox.com/sh/ugauy57jpwtg3gm/AADmwc6Xemkz2G74HKMnwUhaa?dl=0)

Cartaz Interno para Colaboradores
(https://www.dropbox.com/sh/9pt71xiugtbavzb/AABjYUE5Ht74q3gjZp8605vua?dl=0)

Cartaz Externo para o público
(https://www.dropbox.com/sh/vubqnsmu3ucyy7x/AAARClUsLv8PYvjd-VL11P1_a?dl=0)

Selo Oficial da Campanha
(https://www.dropbox.com/sh/prxyo4sllg4ytd0/AADXu_iMc3fRbezxMsSdnXZza?dl=0)

Posts Individuais – formato aberto
(https://www.dropbox.com/sh/4mo1un8i0zkunzx/AABq4nqVpPMQ52qbTy4yU5oTa?dl=0)

Posts para Redes Sociais
(https://www.dropbox.com/sh/6nwxa9kvp44j30z/AAD2qurSTvA-QypC9PL1QW8Aa?dl=0)

Fonte: Assessoria de Comunicação da Anoreg/RS, com informações da Anoreg/BR

 

Outras Notícias

Anoreg RS

Artigo: O que você sempre quis saber sobre a união estável – Por Fernanda de Freitas Leitão
11 de agosto de 2022

A união estável para ser reconhecida como entidade familiar deverá ser pública, contínua, duradoura,...


Anoreg RS

Artigo – Tributação do trust deve ser pelo ITCMD, não pelo imposto de renda
11 de agosto de 2022

Essa transferência de ativos para a formação do trust é complexa e ainda não foi pacificada, inclusive não foi...


Anoreg RS

Comunidades quilombolas defendem agilidade na regularização de terras
11 de agosto de 2022

Durante audiência da Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado, nesta quarta-feira (10), o senador Paulo Paim...


Anoreg RS

Parcela Express recebe certificação relativa à Segurança de Dados
10 de agosto de 2022

Certificado internacional atesta responsabilidade da empresa na segurança e proteção de dados pessoais dos usuários


Anoreg RS

Presidente da Anoreg/RS recebe título de Cidadão de Porto Alegre
10 de agosto de 2022

O evento reuniu autoridades dos poderes Legislativo, Judiciário e de órgãos da sociedade civil, além de...


Anoreg RS

Entidades registrais e Sinduscon realizam visita de cortesia ao corregedor-geral da Justiça do RS
10 de agosto de 2022

Na oportunidade, foi apresentada a nova diretoria do Sinduscon e as pautas que englobam os serviços registrais e da...


Anoreg RS

Rádio Justiça aborda questão da tecnologia 5G e seu impacto no mercado imobiliário
10 de agosto de 2022

Entrevista com Júlio Delamôra tratou da locação de espaços para instalação de antenas de telefonia.


Anoreg RS

Artigo: Uma importante mudança no registro de pessoas – Por Rogério Tadeu Romano
10 de agosto de 2022

Dispõe o artigo 16 do Código Civil que toda pessoa tem direito ao nome, nele compreendidos o prenome e o sobrenome.


Anoreg RS

TJ-SP não valida contrato de honorários baseado em conversa de WhatsApp
10 de agosto de 2022

Para o ajuizamento de ação de execução, sem prévio processo de conhecimento, o autor deve dispor de um título...


Anoreg RS

Artigo – Ex-companheiro pode pedir usucapião quando exerce posse do bem comum
10 de agosto de 2022

No julgamento do Recurso Especial nº 1.840.561/SP, a 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), sob a...